CidadesEleitores

Eleitores niteroienses já podem fazer cadastramento biométrico

4
Tamanho da fonte: A- A+ 29/04/2013

Procedimento que será realizado até o dia 31 de outubro é obrigatório. Sistema eletrônico impede que alguém vote no lugar de um cidadão através da impressão digital, evitando fraude

Teve início na última segunda-feira o recadastramento biométrico dos 376.021 eleitores de Niterói. O procedimento, obrigatório, será realizado até o dia 31 de outubro no Estádio Caio Martins e em outros dois postos montados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na Região Oceânica e no Centro do Rio. A presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE - RJ) Letícia Sardas, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral estiveram no Estádio Caio Martins fazendo a inauguração do primeiro dia de recadastramento.

O sistema de leitura biométrica, que começou a ser testado em Búzios em 2009, identifica a identidade do eleitor por meio de impressões digitais e impede que alguém vote no lugar de um cidadão ou utilize um documento falso para tirar o título.

“Acho importante esse processo porque senti na pele o que é desvio de voto. Em 1994, a primeira situação de desvio ocorreu comigo no Tijuca Tênis Clube. A partir de 1996, com a urna eletrônica, o Brasil passou a ser um exemplo para o mundo. Agora, o Sistema Biométrico é um passo ousado que vai manter o país na vanguarda do processo eleitoral”, afirmou o governador, que aproveitou a ocasião para pedir ajuda às concessionárias que atuam na cidade para ajudar a mobilizar e esclarecer a população.

Após a solenidade de abertura, o prefeito de Niterói se cadastrou na presença do governador e ressaltou a parceria do município com o governo do Estado e com o Tribunal Regional Eleitoral.

“Niterói é uma cidade diferenciada, com uma população de alto nível de escolaridade, participativa e acredito que essa iniciativa do TRE aperfeiçoa a democracia no Brasil e ampliando a participação do povo nas decisões do Estado. O recadastramento biométrico é um avanço que torna a eleição mais ágil e transparente. Tenho certeza que a população de Niterói vai dar um belo exemplo de cidadania e participação”, disse Rodrigo Neves.

A presidenta do TRE-RJ, a desembargadora Letícia Sardas, esclareceu que o eleitor que não realizar o cadastro terá o título cancelado, o que impede a pessoa de, por exemplo, tirar passaporte e prestar concurso público. Ela destacou ainda que o procedimento é importante para o TRE fazer a revisão do eleitorado no município. “O recadastramento vai possibilitar que o TRE saiba quem é o eleitor e saiba o real índice de abstenção nas eleições”, afirmou Letícia.

Organização pelo mês de aniversário

Para organizar o atendimento, o TRE-RJ recomenda que os eleitores compareçam aos postos de cadastramento conforme o mês de nascimento. Neste mês, o pedido é que nascidos em janeiro e fevereiro realizem o procedimento. Em junho, os que fazem aniversário em março e abril, e assim por diante. Caso não possa comparecer no período correspondente, o eleitor será atendido normalmente em qualquer data.

O recadastramento é obrigatório para todos os eleitores do município, inclusive os menores de 18 anos, os maiores de 70 anos e os analfabetos. Quem deseja transferir o título para a cidade ou quer tirar o documento pela primeira vez também deve comparecer a um dos três postos. Aqueles que estão com pendências com a Justiça Eleitoral devem pagar as multas antes de realizar o procedimento.

Serviço – Quem quiser evitar filas pode agendar o atendimento pela internet no site www.tre-rj.jus.br/biometria. No Caio Martins, quem não agendar receberá senha e será atendido por ordem de chegada. Nos outros dois postos, apenas será atendido quem marcar pela internet.

Estádio Caio Martins: Rua Presidente Backer, Santa Rosa, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

 Fórum da Região Oceânica: Estrada Caetano Monteiro s/n°, em Pendotiba, de segunda a sexta-feira, das 11h às 18h.

 Centro da Justiça Eleitoral: Rua 1° de Março 42, no Centro do Rio, de segunda a sexta-feira, das 11h às 18h.

 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 4 comentário(s)
  1. marcia - 30/04/2013 - 19:05

    Mesmo com agendamento antecipado, houve atraso em mais de 1 h, e pessoas que nao agendaram, foram atendidas antes. A maioria das mesas nao estavam ocupadas por “funcionarios”, isto e’, sem atendimento. VERGONHA. $$$$ ????

  2. Paula Manso - 30/04/2013 - 21:18

    Eu mofei...mais de duas horas....os contratados pela prefeitura segundo informaram ainda não estão trabalhando..somente uns 40%dos guiches funcionando.Não quiseram me dar declaração de comparecimento.Os telões com os números das senhas foi desligado..defeito..é uma vergonha.

  3. josé - 30/04/2013 - 09:43

    O que mais me intriga é devido ao fato do Brasil ser o único país a ter urna eletrônica........

  4. Marcelo Alexandre - 02/05/2013 - 15:37

    Mais uma 'armadilha' para o povo niteroiense, refém do governo petista. Elaboração de um banco de dados a ser compartilhado por todas as esferas do poder judiciário. Objetivo: monitoramento/controle e repressão! Além de estar configurado um esquema de corrupção na obtenção dessas 'máquinas' através do mau uso do dinheiro público!

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065