CidadesEm

Em clima de festa, Clube dos Cornos festeja 18 anos

5
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Vinícius Rodrigues 24/09/2013

Para celebrar a data e eleger a nova diretoria, cerca de três mil pessoas se reuniram no Bairro Antonina, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio

Churrasco, feijoada e muitas risadas marcaram, no último domingo, o 18º aniversário do Clube dos Cornos de São Gonçalo. Com música ao vivo durante todo o dia, cerca de 3 mil pessoas estiveram no evento realizado na Avenida Abaeté, no Bairro Antonina. Encontro também marcou a eleição da nova diretoria. O tema deste ano foi “Sorria, você está sendo chifrado”, em alusão aos flagrantes encontrados pelos maridos ao descobrir a traição das mulheres ou vice-versa e que, na maioria das vezes, rendem muitas histórias para contar.

“O clube começou com cinco rodoviários que se juntaram em um bar para beber cerveja e falar mal da vida dos outros. Quando algum motorista de ônibus ou trocador passava perto, a gente gritava: ‘Vem beber uma, seu corno’, em tom de brincadeira, é claro. Após 18 anos, os ‘cornos’ que se juntaram foram suficientes para fecharmos metade da rua”, diverte-se Rogério Moura, um dos novos diretores.

Um dos mais animados na festa foi o ex-presidente Zezinho, que vestiu o tradicional chapéu de touro e assumiu que o título de presidente já rendeu fama e assédio feminino. Porém, ele garantiu que não traiu os amigos. 

“Eu fui presidente em 1995. Pode ter certeza que não me senti muito feliz por ser presidente dos cornos, mas sim lisonjeado por poder ser admirado pelas mulheres dos cornos”, divertiu-se.

Muitos curiosos que passavam pelo local divertiam-se com o tema da festa. Com direito ao tradicional foguetório para marcar o início de uma nova gestão, um dos diretores, João Paulo Monteiro, disse que a tradicional Feijoada Amiga e o churrasco de esquina são doações de associados e admiradores do clube.

“Aqui todo mundo é amigo e se ajuda. Na verdade, a festa é marcada pelas histórias inusitadas que cada um já teve. Pode ter certeza que tem muito corno recalcado aqui. Aí eles aproveitam para afogar as mágoas, desabafar e no final rir de tudo, afinal, a vida está aí para ser curtida”, contou João Paulo, que além de fazer parte da diretotia do clube, trabalha como assessor parlamentar. 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 0 comentário(s)

Nenhum comentário.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065