PolíciaEngenheiro

Engenheiro da Petrobras na mira de bandidos em Itaipu

3.666665
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Cláudio Emanuel, Renan Santiago e Hilton Sarandy 11/04/2013

Assaltantes levam executivo na Região Oceânica de Niterói e libertam uma hora depois em São Gonçalo. Vítima foi abordada por homens em motocicletas ao chegar em casa

 

Um engenheiro da Petrobras sofreu um sequestro- relâmpago na última quarta-feira, por volta das 19h, na Avenida Central, em Itaipu, Região Oceânica de Niterói, quando foi atacado por quatro homens armados. Segundo a polícia, a vítima foi rendida na frente de casa, quando se preparava para estacionar seu carro, uma pick-up preta. Duas motos com dois ocupantes em cada uma se aproximaram. Os garupas das motocicletas saltaram e renderam o homem quando ele desceu do veículo para abrir o portão da garagem. Os outros dois que pilotavam as motocicletas davam cobertura. 

Os bandidos ordenaram que a vítima fosse para o banco de trás do veículo. Um deles assumiu a direção do automóvel e outro manteve o engenheiro sob a mira de um revólver. Depois de cerca de uma hora a vítima foi libertada na Rodovia RJ-104 (Amaral Peixoto), na entrada do Jardim Catarina, em São Gonçalo. Os suspeitos levaram o carro da vítima. A investigação do caso está sendo realizada pela 81ª DP (Itaipu).

Sequestros-relâmpago na cidade têm sido frequentes. No último dia 5 um advogado trabalhista de 34 anos foi feito refém por mais de uma hora durante sequestro-relâmpago. Ele foi rendido por três homens armados por volta das 22h40 na Rua Santa Rosa, no Largo do Marrão, em Santa Rosa, quando chegava para jogar futebol no clube Marieta. 

No último dia 28 um casal foi sequestrado na Rua João Pessoa, em Icaraí e levado no próprio veículo por dois bandidos armados que aparentavam ser menores de idade. As vítimas, uma advogada e seu namorado, foram obrigados a realizar saques bancários e ainda a fazer compras para os criminosos em um supermercado de Alcântara, em São Gonçalo. Os reféns ficaram cerca de duas horas sob a mira das armas dos sequestradores. 

 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 13 comentário(s)
  1. Mary - 11/04/2013 - 18:43

    Sofri uma tentativa, no dia 23 ao lado do Hortifrut da Região Oceânica. Dois homens em uma moto.

  2. denunciador - 12/04/2013 - 01:13

    Policiamento de moto é o que resolve. Essas blitz caça niquel realizadas pela PM só cai quem quer! São mal posicionadas e dão facilmente para escapar.

  3. antonio sergio - 11/04/2013 - 15:42

    Não sou especialista de segurança mais a regiao oceanica com o numero de saidas que possue , especialmente, para sao gonçalo, que existisse vontade politica, nao iria acabar mais seria muito menor os delitos.Para que o posto policial perto do cafubá?

  4. Karina - 11/04/2013 - 21:52

    Fato curioso é que todo marginal dirige com destreza, inclusive menor. Parte dos carros roubados serve para treinar os aprendizes de marginais nas "autoescolas" do morro. Igualmente são treinados no tiro ao alvo. Dificilmente um bandido erra um tiro quando aborda uma vítima. Quase sempre o cidadão é quem sai perdendo.
    Lamentável!

  5. Camila - 11/04/2013 - 16:40

    Absurdo!
    Todo dia tem uma notícia como essa (assalto, sequetro-relampago) em Niteroi com bandidos de São Gonçalo e a polícia continua sem fazer nada!! Descaso total!

  6. Luciano - 11/04/2013 - 17:20

    Independência para São Gonçalo!! Se Songa fosse um país, poderiamos pedir visto no passaporte para os songonçalences cruzar a fronteira e entrar em Niterói!

  7. Leandro - 11/04/2013 - 17:46

    Niterói virou terra de Marlboro!

  8. Romero - 11/04/2013 - 18:08

    Isso só vai diminuir quando um parente de político importante for a vítima.

  9. sader - 11/04/2013 - 07:16

    Certos de impunidade e vida boa na prisao, eles fazem o q querem. vlw direitos humanos q defendem estas pessoas ( se isso pode chamado de pessoa). Pena q atualmente a policia n pode mais agir como antes. P q prender?????????

  10. O VIGILANTE - 11/04/2013 - 20:21

    cade os grupamentos de motos na regiao , cade as blitzs na serrinha em direcao ao engenho do mato . so funciona de dia !

  11. Bellerophon - 11/04/2013 - 08:42

    A bandidagem faz aqui e foge para o município do lado. Isso é questão de fronteira.

  12. Antonio - 11/04/2013 - 08:48

    um verdadeiro absurdo, continuam fazendo o mesmo, eles brincam e debocham da polícia e esta nada faz.

  13. alfredo Pereira - 11/04/2013 - 08:57

    Sempre montados em motocicletas e a PM o que faz? O de sempre, nada.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.


Publicidade: