28
Qui, Maio

Witzel rebate fala de Bolsonaro em reunião ministerial

Governador disse que sente na pele o desapreço do presidente pela independência dos poderes - Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Rio de Janeiro
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, respondeu ao xingamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, na reunião ministerial do dia 22 de abril, cujo vídeo teve o sigilo quebrado pelo ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Celso de Mello.

Durante a reunião, Bolsonaro fez duras críticas aos governadores e prefeitos, em especial a Witzel e João Dória, governador de São Paulo. Bolsonaro se referiu a Witzel como "estrume", enquanto o governador paulista foi definido como "bosta".

"Vai pra puta que o pariu porra, eu que escalei o time, porra. Nós temos que, na linha do Weintraub, de forma mais educada possível, é se preocupar com isso. O que esses caras querem é a nossa hemorroida", disparou ele, antes de xingar os governadores. "Esse bosta de governador de São Paulo, esse estrume do Rio de Janeiro", disse, referindo-se a João Doria e Wilson Witzel.

"A falta de respeito de Bolsonaro pelos poderes atinge a honra de todos. Sinto na pele seu desapreço pela independência dos poderes. E espero que num futuro breve o povo brasileiro entenda que, do que ele me chama, é essencialmente como ele próprio se vê", escreveu Witzel, no Twitter.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.