28
Qui, Maio

Movimentação nas ruas aumenta no primeiro dia da 'nova normalidade'

Pessoas não respeitavam o distanciamento de 2 metros nas primeiras horas de liberação da circulação - Foto: Reprodução/TV Globo

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

No primeiro dia da implementação do plano de transição gradual para a nova normalidade em Niterói, centenas de pessoas encheram o calçadão e a orla da Praia de Icaraí, na Zona Sul da cidade. Com a circulação e a prática de atividades individuais permitidas em rodízio de horários, muitas pessoas não respeitavam a determinação de distanciamento de 1,5 metro. Também é obrigatório o uso de máscaras, sob pena de multa de R$ 180.

Veja quais estabelecimentos podem funcionar a partir desta quinta-feira. 

De acordo com o decreto está autorizada a prática de exercícios físicos individuais na orla das 6h às 9h e de 16h às 22h para pessoas até 60 anos. Idosos acima de 60 anos poderão fazer atividades físicas entre 9h às 11h. Agentes da Guarda Municipal percorrem o calçadão para orientar as pessoas.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, afirmou que o plano de transição gradual para a nova normalidade foi desenvolvido por um grupo de trabalho, que contou com a participação de técnicos da Prefeitura e especialistas do meio acadêmico. 

A flexibilização não é unanimidade nas redes sociais. Muitos internautas acham precipitado o retorno. "O isolamento social é muito importante. Prefeito, não perca o belo trabalho que foi feito. Não relaxe!", dizia um dos comentários. 

O deputado estadual Flávio Serafini (PSOL), divulgou em uma rede social, um abaixo-assinado contra as medidas de flexibilização adotadas pela prefeitura. 

"Os números de morte por coronavírus praticamente quintuplicaram no último mês em Niterói. Mesmo assim o prefeito Rodrigo Neves anunciou medidas de flexibilização e retomada parcial do comércio na cidade. Se a curva de contágio e óbitos ainda não estabilizou nem chegou em seu pico, esse não é o momento de relaxar as medidas de distanciamento social. Não é hora de descartarmos todo o trabalho de conscientização feito até agora. Precisamos reafirmar as medidas de isolamento e intensificar as políticas sociais para garantir que nossa população possa estar protegida em suas casas", disse Serafini.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.