28
Qui, Maio

Reabertura do comércio liga o sinal de alerta na mobilidade

Passageiros já enfrentam filas no Terminal Rodoviário João Goulart - Foto: Reprodução da internet

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Já é possível observar os reflexos da reabertura de parte do comércio em Niterói. No primeiro dia da implementação do plano de transição gradual para a nova normalidade na cidade, o movimento de trabalhadores aguardando ônibus no Terminal Rodoviário Presidente João Goulart, no Centro, foi consideravelmente maior se comparado aos dias de medidas mais restritivas.

Muitos trabalhadores observaram que a frota de ônibus continua reduzida no horário de pico, o que ocasiona filas enormes de espera. Desde a última quinta-feira (21), retomaram o funcionamento de serviços médicos, fisioterápicos, dentistas, óticas, lojas de colchões, materiais de construção,oficinas mecânicas e de bicicletas, estabelecimentos de venda de alimentos no sistema "drive-thru" e lojas de material hospitalar.

A preocupação se agrava pois a partir da segunda-feira (25) voltam a funcionar também indústria de extração de petróleo e gás, repartições públicas, concessionárias e lojas de automóveis, salões de beleza (obedecendo a taxa de ocupação de 50%), escritórios de advocacia e contabilidade e imobiliárias (com 25% dos trabalhadores). Com a medida, consequentemente, o número de pessoas que vão precisar utilizar os ônibus irá aumentar ainda mais.

As barreiras sanitárias implantadas em sete pontos estratégicos de acessos à cidade continuam até o dia 30 de junho. Segundo a Prefeitura de Niterói, a fiscalização seguirá com as equipes entrando nos ônibus intermunicipais para verificar a temperatura corporal dos passageiros. Quem apresentar febre será direcionado para uma unidade de saúde para exames. Na quinta (21), três pessoas foram levadas para hospitais por apresentar febre.

A Prefeitura de Niterói informou que a Subsecretaria Municipal de Transportes solicitou às empresas de ônibus para que concentrem os coletivos nas horas de pico, na parte da manhã e da tarde. Ainda segundo o órgão, fiscalizações estão sendo realizadas no João Goulart, para que saiam apenas com passageiros sentados. Os usuários do terminal estão sendo orientados a usar máscaras também no interior dos ônibus.

O Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Setrerj) foi procurado para esclarecer se as empresas irão aumentar o número de ônibus nas ruas de Niterói, mas também não respondeu até o fechamento desta edição.

 

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.