28
Qui, Maio

Niterói quer fazer testagem da covid-19 em sistema drive-thru

Estratégia vai aumentar o rastreamento de infectados na cidade - Foto: Berg Silva / Prefeitura de Niterói

Niterói
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Prefeitura de Niterói pretende implantar um sistema drive-thru para testagem da covid-19. O projeto foi anunciado pelo próprio prefeito, Rodrigo Neves, em live nas redes sociais, após a reunião do Gabinete de Crise, na noite desta sexta-feira (22).

A proposta permite à prefeitura um maior controle sobre o número de casos do novo coronavírus na cidade, aumentando o rastreamento de infectados e, dessa forma, reduzir ainda mais a taxa de transmissão da covid-19.

"Na semana que vem, dentro do plano de transição gradual para o novo normal, vamos ampliar ainda mais o sistema de testagem, através de um sistema de drive-thru em alguns pontos da cidade, não apenas para aqueles que estão próximos das unidades básicas de saúde", anunciou Rodrigo.

Nas últimas semanas, Niterói deu início à testagem massiva da população, o que fez aumentar consideravelmente os dados de infectados na cidade e reduzir as subnotificações. No entanto, somente pessoas com, pelo menos, oito dias com sintomas passam pelo exame, a partir da identificação do programa Médico de Família. Nos primeiros 10 dias, mais de 2,5 mil testes rápidos haviam sido realizados.

Agora, a ideia é que esse teste se estenda aos indivíduos que tenham tido contato com pessoas diagnosticadas com coronavírus, mesmo sem apresentarem qualquer sintoma inicial.

"Na segunda-feira vamos detalhar esse novo sistema, que vai se somar ao sistema que já está implantado e que já fez milhares de testes nas unidades básicas de saúde", declarou o prefeito, referindo-se à testagem massiva.

A adoção dessa estratégia, segundo Rodrigo Neves, se faz necessária ao avaliar a situação de municípios vizinhos a Niterói, que têm avançado na taxa de transmissão da doença.

"Queria reforçar junto aos moradores de cidades limítrofes e da Região Metropolitana, onde temos uma situação de taxa de transmissão maior, inclusive até do que Niterói, que atendem as orientações das autoridades sanitárias, no sentido de ficar em casa. A situação de muitas cidades que tiveram óbitos depois de Niterói, já é uma situação muito mais grave do que a nossa. Cidades que tiveram o início do ciclo da epidemia três ou quatro semanas depois, têm tido registro de 10, 15, 20 óbitos por dia", alertou o prefeito.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (22), Niterói tem 1.631 casos confirmados de covid-19, com 706 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 88 óbitos e tem 762 pacientes recuperados.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.