28
Qui, Maio

Cidade vai adotar estratégia de agendamento e drive thru - Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói

Niterói tem como meta aplicar 25 mil testes para o novo coronavírus, até o final da primeira quinzena de junho. A informação foi divulgada pelo prefeito Rodrigo Neves, em transmissão ao vivo, na noite de terça-feira (27), nas redes sociais da Prefeitura de Niterói, na qual também anunciou uma nova estratégia para testagem massiva da população.

"Estamos fazendo uma testagem massiva na cidade. Aplicamos quase 10 mil testes e o objetivo é chegar, a primeira quinzena de junho, com 25 mil testes aplicados", afirmou o prefeito.

De acordo com Neves, o público alvo dessa nova medida será pessoas que não possuem acesso ao programa Médico de Família e às Unidades Básicas de Saúde (UBS). Portanto, será elaborada uma estrutura para testagem por meio de drive thru, agendada através de um aplicativo para smartphones.

"Nós vamos ter pontos na cidade com sistema de drive thru e será marcado através de aplicativo. Onde o cidadão vai poder marcar esse teste e receber o resultado por meio do seu celular, no aplicativo", disse o prefeito.

Ao longo da semana, a Prefeitura deverá divulgar instruções para o agendamento. O drive thru já foi utilizado recentemente em Niterói, com sucesso, na campanha de vacinação contra a gripe para idosos, considerados como grupo de risco para a covid-19. Na ocasião, pessoas maiores de 60 anos recebiam a dose sem precisar sair do carro.

Benefício no valor de R$ 500 será pago pelo Município por três meses consecutivos. Inscrição deve ser feita no site da Prefeitura - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói iniciou, nesta terça-feira (26), o cadastramento de motoristas de transporte remunerado privado individual de passageiros por Operadora de Transporte Compartilhado (OTC), no programa que visa o pagamento de auxílio emergencial temporário. O benefício, no valor de R$ 500, será pago pelo Município por três meses consecutivos. O cadastro segue até esta quinta-feira (28) pelo site da Prefeitura (http://www.niteroi.rj.gov.br).  

O apoio emergencial será pago em virtude dos impactos sociais e econômicos da pandemia do coronavírus. Para adesão ao programa, os motoristas devem ter realizado, no mínimo, 30 horas semanais de trabalho, em média, nos últimos seis meses anteriores à publicação da lei.

De acordo com a Lei 3491, de 29 de abril de 2020, e o Decreto 13597 de 13 de maio de 2020, o motorista não poderá ser servidor público na ativa ou aposentado, ou pensionista de servidor; sócio em atividades empresariais ativas; ter outra atividade remunerada; nem ter se beneficiado de outro programa municipal pago em virtude da pandemia. Para saber se tem direito ao benefício, os motoristas podem consultar a página motoristaotc.niteroi.rj.gov.br.   

Em vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura, o prefeito Rodrigo Neves enfatizou que os programas sociais desenvolvidos pelo Município, além de garantirem renda para as famílias niteroienses ajudam a manter a economia da cidade. Ele destacou também que as iniciativas contribuem para que as pessoas possam cumprir o isolamento social com segurança, e lembrou que mesmo com o plano gradual de transição para a nova normalidade, a cidade apresenta uma das melhores taxas de isolamento do Estado.

“Desde o início da pandemia foram diversas ações sociais e medidas econômicas adotadas pela Prefeitura. A população também tem dado o exemplo perseverando no isolamento social”, disse Rodrigo Neves.  “Por isso, volto a reforçar que ao sair à rua, em caso de necessidade, use a máscara, respeite quando tiver o pedido para aferir temperatura, seja pela guarda municipal ou pelo estabelecimento que está autorizado a funcionar. São essas medidas que vão permitir Niterói evoluir para o estágio amarelo, onde a gente vai reduzir as restrições e ampliar a possibilidade de atividades, porque se nós não fizermos a nossa parte, o risco que a gente tem é, ao invés de evoluir para o estágio amarelo, retroceder para o estágio vermelho”, ressaltou.

 

Mais categorias atendidas - De acordo com o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, os quiosqueiros e produtores agroecológicos começarão a receber o auxílio pago pelo Município nesta semana. Já nas próximas semanas, será a vez dos pescadores artesanais.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, informou que começou a ser depositada nesta terça-feira (26) a segunda parcela do auxílio pago a taxistas, motoristas de vans escolares e auxiliares, no valor de R$ 500. Serão 1.777 pessoas atendidas pelo benefício.

Além disso, 68 acordos de empréstimo já foram fechados, totalizando R$ 8 milhões em crédito para micro e pequenas empresas, a partir do fundo Niterói Supera, que prevê empréstimos a juro zero em instituições financeiras credenciadas pelo município, com seis meses de carência e pagamento em até 36 vezes.

“Já temos escolas, padarias e clínicas, entre outras micro e pequenas empresas atendidas pelo fundo Niterói Supera. E estamos trabalhando para que a instituição financeira acelere o ritmo de liberação de crédito para as empresas cadastradas no programa”, informou a secretária Giovanna Victer.

 

Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (26), Niterói tem 1.724 casos confirmados de Covid-19, com 612 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 97 óbitos e tem 945 pacientes recuperados.       

 

 

Criminosos criam perfis falsos com fotos dos profisisonais - Foto: Reprodução

Médicos têm sido alvo de tentativas de golpes, por meio de redes sociais. De acordo com denúncias de várias vítimas da prática, suas fotos publicadas em redes sociais são utilizadas por criminosos, que criam perfis falsos a fim de extorquir dinheiro de amigos e familiares dos profissionais.

Uma das vítimas foi a otorrinolaringologista Andrea Pires de Mello. Ela, que possui um perfil com mais de mil seguidores em uma rede social, denuncia que a quadrilha por pouco não conseguiu fazer com que sua irmã, que também é médica, depositasse dinheiro na conta de criminosos, que se passaram pela médica.

"Eu tenho uma página profissional em uma rede social. Pegaram dados meus dessa página e com outro número fizeram contato com pessoas amigas, utilizando minha foto, pedindo transferências de dinheiro, e minha irmã fez. Entraram em contato com ela, iniciaram uma conversa e falaram que eu 'precisava pagar um fornecedor’”, explicou Andrea.

Por sorte, a irmã de Andrea conseguiu fazer contato com a médica por telefone momentos depois da conversa com o criminoso, que aconteceu na última segunda-feira (18). Foi aí que a otorrinolaringologista percebeu que ela e a irmã foram vítimas de um golpe. Rapidamente, foi feito contato com o banco e a transferência foi cancelada.

“Como temos uma clínica ela acreditou e transferiu R$ 4.800 para o uma conta em nome de outra pessoa. Logo depois minha irmã conseguiu falar comigo. Nesse momento difícil os contatos são mais complicados. Minha irmã pelo menos conseguiu cancelar a transferência”, disse a médica.

Ainda de acordo com Andrea, outros colegas médicos viram sua foto relacionada a número diferente do dela, em diversos grupos. Ela foi alertada por outra médica, a dermatologista Patrícia Gurgel, de que vários profissionais têm sido vítimas do mesmo tipo de prática.

“Outros colegas me ligaram e falando que viram minha foto em outros grupos. A Patrícia me alertou que eles vão pegando números e vão fazendo [o golpe]. Há um número grande de colegas médicos e o golpe vai modificando de acordo com a especialidade do profissional", contou Andrea.

Patrícia resolveu fazer, por conta própria, um levantamento de casos em que colegas tenham sido vítimas desse tipo de prática criminosa, após uma amiga ter pedido ajuda sobre como agir em casos assim. Ela afirmou ter descoberto que as contas passadas para serem feitos os depósitos estão em nomes de “laranjas”.

O Itaú Unibanco, banco onde foi aberta a conta usada pelos criminosos para tentar extorquir a irmã de Andrea, confirmou que já havia recebido denúncia sobre a conta em questão e tomado as devidas providências para encerrá-la. Vale ressaltar que o banco tem investido constantemente em segurança, comunicações e alertas junto aos clientes, a fim de evitar inconvenientes e a realização de transações indevidas por terceiros.

A cidade registrou 54 casos a mais em relação ao boletim da segunda-feira (25) - Foto: Marcelo Feitosa

Após cinco dias de transição gradual para o "novo normal", Niterói registra 1.742 casos confirmados de covid-19, segundo o boletim atualizado divulgado nesta terça-feira (26), o número aponta 54 casos a mais do que a última segunda-feira (25), onde foram registrados 1.688. A cidade contabilizou mais dois óbitos em relação ao último boletim, somando 97 casos fatais.

Entre os infectados, 612 estão em isolamento domiciliar, com supervisão da Secretaria Municipal de Saúde e 88 estão hospitalizados. A cidade soma 945 pacientes recuperados do coronavírus.

O Prefeito de Niterói Rodrigo Neves mais uma vez parabenizou os profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à covid-19 e ressaltou que Niterói está "vencendo a batalha", já que reduziu as taxas de transmissão e de letalidade do vírus, conseguindo estar em uma posição menos caótica do que a vista em outros municípios do Estado.

o chefe do executivo ainda destacou que, durante os 64 dias de isolamento social, a conscientização da gravidade do vírus por parte da população niteroiense e a adoção das medidas de higiene propostas pela prefeitura fizeram toda a diferente no combate ao coronavírus. O prefeito ainda apresentou um dado apontando que cerca de 78% dos óbitos por covid-19 são pessoas idosas.

Niterói inicia a semana com mais atividades comerciais autorizadas a funcionar em uma nova uma etapa do plano de transição gradual para a nova normalidade - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói encerra nesta terça-feira (26) o cadastro para o programa Empresa Cidadã 2, que vai ajudar micro e pequenas empresas, entidades religiosas, organizações sindicais, clubes e entidades filantrópicas no pagamento da folha de empregados. Pelo programa, o poder público municipal vai fazer o depósito de um salário mínimo, por três meses, para até nove empregados de empresas, entidades religiosas e organizações sindicais com até 40 funcionários sediadas na cidade. Como contrapartida, as empresas se comprometem a não reduzir seu número de funcionários até seis meses após a adesão ao programa.

A nova etapa do programa inclui clubes e entidades filantrópicas de Niterói, que terão o auxílio no pagamento de até 20 funcionários. Para essas instituições, não há limite de empregados. A expectativa é preservar 5 mil postos de trabalho e as inscrições podem ser feitas no site https://www.empresacidada.niteroi.rj.gov.br/.

Empresa Cidadã 1 - Cerca de 2.500 micro e pequenas empresas da cidade aderiram ao programa Empresa Cidadã 1, que atendeu empresas com até 19 funcionários, que terão auxílio no pagamento de um salário mínimo para até nove empregados. O primeiro depósito para o pagamento das folhas foi feito no dia 5 de maio. Cerca de 10 mil postos de trabalho serão preservados com o programa.

“Estamos trabalhando muito para salvar vidas em Niterói, mas também é fundamental manter as nossas pequenas e médias empresas de pé durante esse período, garantindo a manutenção dos empregos. Já temos mais de 3 mil empresas inscritas no programa Empresa Cidadã, que não é um empréstimo, mas injeção direta de recursos para ajudar no pagamento da folha das nossas empresas", disse o prefeito Rodrigo Neves, em vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura, na noite desta segunda-feira (25).

Busca Ativa – Permissionários e trabalhadores de bancas de jornal, que têm nesta atividade a sua única fonte de renda, começaram a receber o benefício social emergencial nesta segunda-feira (25). O atendimento aconteceu na Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), no Barreto, em dois turnos, para evitar fila e aglomeração.

Nesta semana também, será aberto o processo de inscrição para motoristas de aplicativos receberem o auxílio. Para se cadastrarem e terem direito a este benefício, os profissionais precisam comprovar que são moradores de Niterói e que já atuam no município há seis meses por, pelo menos, 30 horas semanais.

Outro grupo que receberá o benefício será o de quiosqueiros. Os produtores agroecológicos também foram incluídos no programa assistencial do Município, bem como os pescadores artesanais, que serão atendidos nas próximas semanas.

 

Atividades autorizadas a funcionar - Niterói inicia a semana com mais atividades comerciais autorizadas a funcionar em uma nova uma etapa do plano de transição gradual para a nova normalidade. A partir desta segunda-feira (25), estão autorizados a funcionar hotéis, indústria do petróleo e gás, lojas de automóveis e concessionárias, restaurantes (entrega apenas), escritórios, imobiliárias, salões de beleza e empresas de manutenção e reparo de máquinas e equipamentos. Essas atividades se somam a outras já liberadas a funcionar na última quinta-feira (21), como óticas, lojas de materiais de construção, oficinas mecânicas e de bicicletas, atividades da construção civil, serviços médicos, odontológicos e de fisioterapia.

Entre os protocolos obrigatórios para esse tipo de estabelecimento estão a ocupação máxima de 50% da capacidade, tratamento preferencial para clientes que estão nos grupos de risco, distanciamento entre as pessoas, obrigatoriedade de manter informativos sobre a prevenção visíveis, monitoramento da temperatura dos funcionários, testagem trabalhadores sintomáticos, afastamento dos profissionais que estejam nos grupos de risco ou apresentem sintomas gripais.

As regras de restrição de circulação e isolamento social serão mantidas até 30 de junho e continuam liberadas as atividades essenciais que estão em funcionamento nas últimas semanas, como mercados e supermercados, farmácias, padarias, pet shops e postos de combustíveis. Todas essas atividades deverão seguir as novas regras de higiene e de ocupação do espaço físico, para reduzir o risco para clientes e funcionários. O uso de máscara permanece obrigatório. A multa é de R$ 180 para quem não estiver usando máscara.

“Estamos com ótimos índices de isolamento social mesmo nestes primeiros dias de transição gradual para uma nova normalidade. Isso mostra a conscientização dos niteroienses, que se conscientizaram da gravidade da situação e estão ficando em casa. A participação do cidadão é determinante para salvarmos vidas", afirmou o prefeito.

Exercícios físicos individuais - A prática de exercícios físicos individuais na orla também está autorizada das 6h às 9h e de 16h às 22h para pessoas até 60 anos. Idosos acima de 60 anos poderão fazer atividades físicas entre 9h às 11h.

O plano de transição gradual para a nova normalidade foi desenvolvido por um grupo de trabalho, que contou com a participação de técnicos da Prefeitura, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e representantes de entidades comerciais. 

De acordo com o prefeito Rodrigo Neves, o plano é baseado na ciência e nas melhores experiências internacionais. E, para isso, foram levados em conta critérios como a taxa de transmissão da Covid-19 na cidade, taxa de letalidade e a retaguarda de leitos. A dinâmica de todo o processo está condicionada pelo comportamento dos cidadãos e também pelo ciclo da epidemia. Caso seja necessário, poderá retroceder a estágios de restrição mais rígidos.

 

Estágios - A Prefeitura de Niterói implantou um sistema de cores para identificar estágios de combate ao novo coronavírus e níveis de restrição de circulação e isolamento social que serão colocados em prática. A cidade encontra-se no estágio Laranja, que exige atenção máxima. Os estágios são roxo (situação extremamente grave da pandemia), vermelho (situação muito grave, com restrições de circulação mais rígidas), laranja (atenção máxima), amarelo nível 2 e nível 1 (alerta) e verde. O sinal verde só deverá ser adotado quando estiver disponível uma vacina contra a Covid-19.

Shoppings, centros comerciais, bares e restaurantes (para consumo no local) continuam fechados, assim como escolas e universidades. Parques e praças também não serão abertos e a orla está liberada apenas para atividades físicas individuais, continuando proibida a aglomeração de pessoas e a prática de esportes coletivos. Mercados e supermercados devem respeitar o horário específico para atendimento a idosos, entre 13h e 15h.

 

Boletim – De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (25), Niterói tem 1.688 casos confirmados de Covid-19, com 589 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 95 óbitos e tem 919 pacientes recuperados.

 

Os profissionais precisam ser moradores de Niterói para receberem os benefícios - Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói iniciou, nesta terça-feira (26), o cadastramento de motoristas de transporte remunerado privado individual de passageiros por Operadora de Transporte Compartilhado (OTC), no programa que visa o pagamento de auxílio emergencial temporário em apoio os impactos sociais e econômicos da pandemia do coronavírus. O benefício, no valor de R$ 500, será pago pelo Município por três meses consecutivos. Os motoristas poderão realizar o cadastro até esta quinta-feira (28). 

Para adesão ao auxílio, é necessário que o motorista seja morador de Niterói, devem ter realizado, no mínimo, 30 horas semanais de trabalho, em média, em Operadoras de Transporte Compartilhado com operação em Niterói, em situação online na plataforma, nos últimos seis meses anteriores. Os motoristas que atenderem aos requisitos podem se inscrever pelo site da Prefeitura (http://www.niteroi.rj.gov.br).  

De acordo com a Lei 3491, de 29 de abril de 2020, e o Decreto 13597 de 13 de maio de 2020, o motorista não poderá ser servidor público na ativa ou aposentado, ou pensionista de servidor; sócio em atividades empresariais ativas; ter outra atividade remunerada; nem ter se beneficiado de outro programa municipal pago em virtude da pandemia.

Para saber se tem direito ao benefício, os motoristas podem consultar a página motoristaotc.niteroi.rj.gov.br.   

 

De acordo com o chefe do executivo, outro ponto citado pelo prefeito foi a data de pagamento para os jornaleiros e os quiosqueiros da cidade. Os Jornaleiros já receberam os benefícios nesta segunda e os quiosqueiros irão ser pagos no decorrer desta semana. Na semana passada foram feitos o credito em todos os cartões disponíveis.

Prefeitura amplia número de leitos no Huap – Citado por Rodrigo Neves durante a live diária, O Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap) recebeu uma significativa ampliação de leitos, aumentando sua capacidade e fortalecendo a luta contra a Covid-19 na cidade recebendo os pacientes através da Central de Regulação do Estado.

A unidade hoje conta com 54 profissionais de saúde da Prefeitura de Niterói para auxiliar no combate ao coronavírus. Estes passaram por processo seletivo simplificado de caráter emergencial, realizado pelo município e hoje atuam salvando vidas na unidade. A chegada dos profissionais faz parte de um Acordo de Cooperação Técnica envolvendo o HUAP, a UFF e a Secretaria Municipal de Saúde.

Nesta segunda (25), foram registrado mais 100 recuperados em relação ao último domingo (24) - Foto: Douglas Macedo / Prefeitura de Niterói

Niterói tem notícias boas no início desse novo momento no combate ao coronavírus. De acordo com o boletim atualizado desta segunda-feira (25), a cidade registrou 100 pacientes recuperados da covid-19 em relação ao último domingo (24), somando mais de 450 nos últimos quatro dias. Com isso, o total de recuperados chegou a 919, número quase 10 vezes maior que o de óbitos no município, que é de 95.

A cidade atingiu 1.688 casos confirmados de covid-19, com um aumento de 40 casos em relação ao último domingo, quando registrou 1.648 infectados. Foram contabilizados 95 óbitos pela doença, dois casos fatais a mais do que foi registrado no último boletim. Entre os pacientes confirmados, 589 estão cumprindo isolamento domiciliar, sendo acompanhados pela Secretaria Municipal de Saúde e 85 estão hospitalizados.

Rodrigo Neves, prefeito de Niterói, informou que o número de casos de pacientes em isolamento domiciliar deve diminuir significativamente nos próximos dias, já que nesta semana essas pessoas serão novamente testadas, pois estão no fim do ciclo de quarentena. Além disso, o prefeito ainda ressaltou que as medidas que a prefeitura estruturou foram importantes para controlar a situação da pandemia, mas enfatizando a conscientização de toda a população niteroiense, que segue sendo destaque da Região Metropolitana na adesão ao isolamento social, mesmo estando no quinto dia de transição gradual para o que é chamado de "novo normal". Também foi lembrado que os testes em massa ainda estão sendo feitos na cidade e que a população precisa incorporar novos hábitos do dia a dia nesse novo momento.

Sindicato também alerta para demissões no setor - Foto: Divulgação

O Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) informou que, até esta terça-feira (26), teve conhecimento de 11 mortes de profissionais do setor, entre motoristas e despachantes, vítimas da covid-19. Todos trabalhavam e moravam nas cidades de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Para conter o avanço da pandemia, o sindicato iniciou nesta segunda (25) uma ação de fiscalização em terminais e pontos finais de ônibus, visando assegurar que todos os rodoviários estejam usando EPI's, como máscara e álcool em gel. O Sintronac ainda informou que anotará e comunicará às autoridades de segurança os casos em que passageiros não estejam utilizando os equipamentos, em conformidade com as determinações das autoridades municipais.

Em outro pólo de ação sindical, o Sintronac disse que alerta as autoridades públicas federal, estadual e municipais sobre o colapso econômico do setor de transporte rodoviário de passageiros, que já originou a demissão de mais de 2 mil trabalhadores apenas em maio. Até agora, foram 1,2 mil só na Viação 1001 que, no Rio de Janeiro, teve suas operações interestaduais e intermunicipais totalmente suspensas por conta da restrição da circulação dos coletivos determinada pelos governos. Outras, como a Coesa e a Rio Ita, segundo o sindicato, seguem pelo mesmo caminho, com ameaças de demissões e encerramento de linhas intermunicipais.

Em Niterói, o Sintronac disse que tomou conhecimento da suspensão das operações de pelo menos uma linha municipal, a 43 (Fonseca-Centro), da Viação Ingá. Ainda neste município, a Brasília, que possuiu seis linhas, não efetuou o pagamento dos funcionários de março, apontam denúncias. A perspectiva, de acordo com o Sintronac, é que, em junho, as empresas cortem totalmente os benefícios rodoviários, como as cestas básicas, e parem de pagar os 30% dos salários, valor fixado em acordo coletivo, assinado no início de abril entre o Sintronac e o sindicato patronal. Esse valor corresponde ao trabalho por revezamento em escala e que, somado ao auxílio emergencial do Governo Federal, garante uma fonte de renda mínima para os trabalhadores e seus familiares durante a duração da pandemia, ao mesmo tempo que impede demissões em massa.

"O Sintronac lamenta que um setor considerado essencial para a sociedade, como o de transporte rodoviário de passageiros, seja esquecido pelo poder público diante de um quadro econômico tão grave como este provocado pela pandemia, quando outras áreas recebem apoio emergencial e outros benefícios. O colapso total do sistema, que já pode ser enxergado a curtíssimo prazo, havia sido comunicado aos governos em março, tanto pelos sindicatos de trabalhadores e centrais sindicais, quanto pelas entidades representativas das empresas. Contudo, nada foi feito, nenhum canal de diálogo foi aberto e, infelizmente, esse descaso para com o setor irá refletir na população, que ficará sem o principal meio de transporte de massa nos centros urbanos", argumenta o Sintronac, através de nota.

 

Leitos também foram ampliados em parceria com o município - Foto: Douglas Macedo / Arquivo

A Prefeitura de Niterói reforçou o atendimento aos pacientes com covid-19 no Hospital Universitário Antonio Pedro (Huap), encaminhando 54 profissionais de saúde à unidade.

De acordo com a Prefeitura de Niterói, esses profissionais passaram por um processo seletivo simplificado de caráter emergencial. Toda essa etapa de contratação foi realizada pelo município. Os profissionais já estão atuando no Huap.

A parceria é fruto de um Acordo de Cooperação Técnica entre o Huap, a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Secretaria Municipal de Saúde.

Além do reforço no quadro de profissionais, o acordo entre o hospital, a universidade e a prefeitura também permitiu o aumento de leitos no Antonio Pedro. No fim de abril, mais 18 leitos voltados exclusivamente para o tratamento da covid-19 foram abertos. Seis deles eram de UTI e 12 de enfermaria.

O investimento no Huap surgiu como uma forma de melhorar o acesso e o atendimento de saúde à população, já que as unidades municipais, como o Hospital Municipal Carlos Tortelly, tinham leitos lotados.

 

Secretária de Fazenda paticipou do do evento digital e gratuito "Semana Polo do Mar Conecta – Informações e Negócios", organizado pelo Sebrae-RJ - Foto: Arquivo/Prefeitura de Niterói

A secretária de Fazenda de Niterói, Giovanna Victer, participou na segunda-feira (25) do evento digital e gratuito "Semana Polo do Mar Conecta – Informações e Negócios", organizado pelo Sebrae-RJ, em parceria com a Fecomércio RJ e o Senac-RJ e que vai até o dia 29 de maio. Os encontros visam integrar as cadeias produtivas dos polos competitivos da cadeia de valor da economia do mar no Estado do Rio de Janeiro e mitigar os efeitos da Covid-19 na economia, principalmente, por meio do fomento aos pequenos negócios. A secretária participou do painel “Polo de Saúde de Niterói - Política de compras e negociação virtual”, onde falou sobre as ações da Prefeitura de Niterói para fomentar o setor privado de saúde na cidade.

“Para incentivar a criação de postos de trabalho, investimos na modernização da administração com planejamento e estratégia. Apostamos em política fiscal com equilíbrio das contas sem endividamento dos cofres públicos, o que permite ao município investir e fomentar o crescimento econômico. Niterói não pode perder janelas de oportunidades. Como uma gestão fiscal equilibrada, o município teve a possibilidade de reduzir a taxa de ISS para empresas do setor de saúde que atuam na cidade, de 3% para 2%. Com esse e outros atrativos, hoje temos um polo de referência no estado”, afirmou a secretária Giovanna Victer.

A programação da Semana Polo do Mar Conecta inclui 19 palestras e talk shows, além de sete rodadas negociações virtuais que irão conectar pequenas e grandes empresas, disseminar informações e gerar oportunidades de negócios. A Prefeitura de Niterói também terá participação na próxima quinta-feira (28), no painel Cadeira Produtiva do PoloMar Niterói, às 17h. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas em https://lp.absuite.com.br/lp/EAZ/semana-polo-do-mar-conecta.

O objetivo do evento é utilizar o poder de compra das grandes companhias para apoiar as micro e pequenas empresas, contribuindo para a manutenção e desenvolvimento da economia local. Todas as empresas estão localizadas na região do Polo Tecnológico do Mar da Baia de Sepetiba, do Polo Marítimo da Baia da Ilha Grande, do Polo do Mar da Baia de Guanabara e do Polo do Mar da Bacia de Campos/Porto do Açu. A expectativa é que ocorram, no mínimo, 200 negociações. Será lançada também a cartilha “Como vender para grandes empresas” e um catálogo contendo os produtos e serviços oferecidos pelas empresas participantes. O objetivo é que a possibilidade de negociação continue mesmo após o evento.

A Semana Polo do Mar Conecta terá também as participações de Antonio Florencio de Queiroz, presidente da Fecomércio RJ e do Conselho Deliberativo do Sebrae Rio; Antonio Alvarenga, diretor-superintendente do Sebrae Rio; dos diretores do Sebrae Rio Sergio Malta e Julio Cezar Rezende de Freitas; e do diretor regional do Senac RJ, Sérgio Arthur Ribeiro da Silva.

Previsão é que serviços sejam retomados no dia 1º de julho - Foto: Divulgação

A Pestalozzi de Niterói informou que vai manter a suspensão dos atendimentos aos seus usuários até o dia 30 de junho, data da prorrogação do isolamento social na cidade. De acordo com a associação, a volta às atividades respeitará as medidas restritivas impostas pelo plano gradual de flexibilização, da Prefeitura de Niterói. Portanto, a previsão é que o local só volte a funcionar no dia 1º de julho. 

"Essa semana, a Prefeitura de Niterói publicou os decretos 13.604 e 13.605 que estabelecem as regras do “Plano de Transição Gradual para o Novo Normal”, estendendo assim, o isolamento social para até o dia 30 de junho. Dessa forma, a direção da Associação Pestalozzi de Niterói resolve prorrogar a suspensão do atendimento aos seus usuários, prevendo retornar as suas atividades a partir do dia 1º de julho. Salvo ocorram mudanças no trabalho de combate ao novo coronavírus em nossa cidade, que possibilitem a antecipação das atividades", dizia a nota divulgada pela Pestalozzi. 

A instituição informou ainda que, nesse período, irá trabalhar para adequar as suas instalações às novas regras impostas pelos decretos. Eles preveem uma série de intervenções no relacionamento interpessoal e na proteção individual de colaboradores e pacientes.

"Tudo será programado para que o retorno gradual aconteça de forma a prejudicar minimamente os atendimentos", garantiu a associação.

Como Centro Especializado em Reabilitação (CER), a Pestalozzi atua diretamente com uma clientela de baixa imunidade, com deficiência intelectual e física e com dificuldades motora e respiratória, o que as torna, mais vulnerável à covid-19. A instituição garantiu o compromisso em retomar o tratamento de todos os seus usuários. 

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.