02
Ter, Jun

Jorge jesus renova contrato com clube rubro-negro - Foto: Reprodução Instagram

Após um longo período de negociação, Jorge Jesus e o Flamengo acertam a renovação de contrato por mais um ano, que permitem a liberação mediante ofertas de clubes pré-determinados do futebol europeu. O diretor de futebol do clube, Marcos Braz, usou seu twitter para indicar a tão almejada renovação aos rubro-negros ao postar foto da bandeira de Portugal.

 Nos bastidores, problemas pessoais de partes envolvidas adiaram a decisão do acerto, que já viram sendo negociados desde o dia 1º de maio. Após o veredito em uma reunião nesta terça-feira (2), o acordo foi selado e começou a ser redigido.

 

 

 

Craque se manifesta no Instagram; Fifa é contra punição de protestos - Foto: Reprodução

O grito antirracista segue ecoando pelo mundo do futebol. Depois de vários jogadores e clubes se posicionarem a favor da causa, Neymar, principal astro brasileiro da bola, também decidiu se manifestar publicamente nesta terça-feira (2). Em sua conta no Instagram, o craque do PSG publicou duas imagens. A primeira apresenta um fundo preto, símbolo dos protestos que começaram após a morte do afro-americano George Floyd, por um policial, na cidade de Minneapolis (Estados Unidos), no último dia 25. A outra imagem é uma foto de um braço tatuado onde se lê a palavra Fé. Ao lado de ambas as imagens, Neymar escreveu o lema da campanha - black lives matter (vidas negras importam) - e a hashtag #blackouttuesday.

Após a publicação do jogador, Ivan More, um dos 132 milhões de seguidores do camisa 10 do PSG e da seleção brasileira comentou: “super importante seu posicionamento em situações assim! Quando o ídolo toma partido, faz diferença pela forma de pensar e agir”. 

No Brasil, Talles Magno (Vasco), Igor Julião (Fluminense), Gabriel Barbosa (Flamengo) já tinham postado mensagens abordando o tema. Na noite de ontem (1º de junho), o capitão do Rubro-Negro carioca, Everton Ribeiro, se manifestou com uma sequência de mensagens em sua conta pessoal no Twitter. Em uma das publicações o meia-atacante abordou o tema do racismo estrutural: “não é normal que um país onde a maioria da população é negra, eles sejam a minoria em universidades e grandes empresas”.

Na última postagem, afirmou: “Não quero ficar em silêncio e compactuar com um país que mata um negro a cada 23 minutos”.

Por meio de nota oficial, a Fifa tambem se manifestou hoje (2), a respeito dos protestos feitos por atletas, inclusive durante as partidas. A entidade maior do futebol profissional afirmou que "se manifesta repetidamente contra o racismo e a discriminação de qualquer tipo e recentemente fortaleceu suas próprias regras disciplinares com o objetivo de ajudar a erradicar esse comportamento".

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, ainda ressaltou que "para evitar dúvidas, em uma competição da FIFA, as recentes manifestações de jogadores em partidas da Bundesliga merecem aplausos e não punição". 

Segundo o comunicado, "a aplicação das Leis do Jogo, aprovadas pela IFAB, fica a cargo dos organizadores das competições, que devem usar o bom senso e levar em consideração o contexto em torno dos eventos".

Ao final da nota, Gianni Infantino ainda defendeu: "Todos devemos dizer não ao racismo e a qualquer forma de discriminação. Todos devemos dizer não à violência. Qualquer forma de violência".

O jogador de 19 anos tem cidadania portuguesa e já chegou a atuar em seleções lusitanas em 2019 - Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Uma das promessas vindas das categorias de base do Fluminense, o atacante Marcos Paulo foi ventilado no Porto. O jogador de 19 anos tem cidadania portuguesa e já chegou a atuar em seleções lusitanas em 2019.

O atacante virou um dos destaques nas Laranjeiras nesta temporada, sob o comando do técnico Odair Hellmann. Os tricolores já recusaram proposta do CSKA Moscou pelo jogador.

Atualmente, Marcos Paulo tem contrato com o Fluminense até a metade de 2021. Sua multa rescisória é de R$ 250 milhões. No entanto, o presidente Mário Bittencourt já adiantou que dificilmente vai conseguir segurar o jogador por muito tempo para poder aliviar os cofres tricolores.

“Uma das poucas fontes que o clube tem hoje é a venda de jogadores. Sem a pandemia já era isso, com a pandemia mais ainda. Não tem nada de concreto sobre o Marcos Paulo, mas é um jogador que teve muitas sondagens no início do ano e, se reabrir o mercado, certamente vão chegar propostas. Na linha dos jogadores que a gente tem, a lógica é que ele tenha as melhores propostas e que tenda a sair no meio do ano ou no fim do ano, é a tendência”, disse ao Esporte Interativo.

Com a chegada de Fred, a briga por um lugar no ataque do Fluminense será acirrada no retorno das atividades no Fluminense. Marcos Paulo vinha formando o setor com Evanílson e Wellington Silva.

Futebol pode ter até torcida a partir de julho - Foto: Luas Merom/Fluminense

Os centros de treinamento das equipes de futebol podem voltar a funcionar na cidade do Rio de Janeiro. Por decreto, que será publicado na próxima terça (2), a Prefeitura começa plano de seis fases para reabrir as atividades no Rio. Na primeira etapa, os CTs já estão autorizados a retomar as atividades, mas sem a presença de público e da imprensa. Além disso, atividades esportivas no calçadão das praias estão liberadas. No mar, o surfe e qualquer outra prática individual também podem recomeçar.

A ideia do prefeito Marcelo Crivella é avançar de fase a cada 15 dias, após avaliar os leitos hospitalares diante dos próximos números de casos do novo coronavírus (covid-19). Na segunda etapa deste processo está prevista a volta dos jogos, mas com portões fechados. Em julho, na terceira etapa, o público até pode voltar aos estádios, mas ocupando apenas 33% dos lugares disponíveis nas praças esportivas.

O Maracanã, por exemplo, poderia receber 22 mil torcedores para acompanhar uma partida. O Campeonato Carioca está parado desde meados de março e os clubes divergem quanto à volta da competição. O Ministério Público também fez uma recomendação contrária à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e à própria Prefeitura quanto ao retorno do futebol neste momento.

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou, no fim da tarde desta segunda (1), que o Rio registra 54.530 casos de coronavírus, com 5.462 mortes. A capital lidera o número de infectados pela doença, com 30.014 casos e 3.671 óbitos.

Talles Magno está na mira de clubes europeus - Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Com o retorno dos principais campeonato europeus, os clubes do velho continente também começam a mira na próxima temporada. Com isso, os jogadores de maior destaque do Brasil passam a ser sondados. No caso do Vasco, o atacante Talles Magno vem sendo ventilado em vários gigantes.

Talles Magno tem apenas 17 anos, mas rapidamente virou um dos principais destaque do Vasco na temporada passada. Neste ano, o jogador vinha tendo altos e baixos no Campeonato Carioca, mas acabou sofrendo uma lesão no dedo do pé durante o Carnaval. O atacante precisou fazer uma cirurgia no local e vem em processo de recuperação.

Mesmo tendo atuado pouco em 2020, Talles Magno já é alvo de alguns gigantes europeus. Entre os clubes que foram ventilados como possíveis destinos do atacante são Benfica e Liverpool.

Com sérios problemas financeiros, o Vasco admite negociar Talles Magno se a proposta for boa. O jogador tem contrato até o fim de 2022 e sua multa rescisória é de R$ 200 milhões.

Além de Talles Magno, o volante Andrey e o atacante Marrony são outros jogadores cruzmaltinos que receberam sondagens durante o período de paralisação do futebol pela pandemia de coronavírus.

Atacante chegou a marcar gols decisivos, mas nunca se firmou no clube carioca - Foto: Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo aceitou nesta segunda-feira a proposta do Cartagena-ESP pelo atacante Vinícius Tanque. Os alvinegros rescindiram o contrato do jogador, mas ainda vão ter 10% dos seus direitos econômicos.

Vinícius Tanque tinha sido emprestado ao time espanhol, que disputa a Terceira Divisão nesta temporada. Mesmo em pouco tempo, o atacante mostrou serviço ao marcar dois gols em três partidas.

Membro do Comitê Gestor de Futebol do clube, Ricardo Rotenberg afirmou que o Botafogo aceitou rapidamente a proposta do Cartagena: “Nunca recusamos nada, apenas pedimos a proposta formal. Ela veio e foi aceita em cinco minutos” postou o dirigente.

O atleta é cria das categorias de base do Fogão, mas nunca conseguiu se firmar na equipe profissional. O atacante tinha contrato até o final do ano e poderia sair de graça do clube carioca.

Pesquisador acredita em geração que pense para além das quatro linhas - Foto: Divulgação

A luta contra a discriminação racial começou a semana repercutindo com força no mundo do futebol. A revelação do Vasco Talles Magno publicou no Twitter: “Não adianta não ser racista, temos que ser antirracistas”. A frase é da ativista política norte-americana Angela Davis. O lateral do Fluminense Igor Julião também tratou do tema nas redes sociais e indagou: “Já parou de tratar as religiões de matrizes africanas de forma pejorativa, tem consumido música, filmes, livros e etc de artistas negros. Já separou um tempo para estudar e entender a influência africana em nosso país”.

Para Marcelo Carvalho, fundador do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, há uma nova geração que se posiciona e dialoga com a sociedade e com as comunidades de onde muitos vieram. “Eles percebem que não adianta ser rico e famoso, porque o racismo vai continuar a persegui-los, seja nos campos brasileiros ou europeus”, afirma, lembrando que as redes sociais, além de trazer informações com maior velocidade, formam um coro de protesto que pensa fora das quatro linhas: “Uma voz puxa a outra. Eles vão se encorajando e passam a não ter mais medo de uma possível represália do sistema. É um movimento que, caso não seja silenciado, pode crescer e se aprofundar para falar de outras lutas políticas e sociais do país”.

Os clubes de futebol também se manifestaram contra o racismo. Houve inclusive uma corrente virtual na qual cada um citava o nome de três jogadores históricos negros. O Grêmio, por exemplo, afirmou: “Racismo não é opinião ou preferência política, racismo é crime! Bruno Cortez, Airton Pavilhão e Roger Machado”.


O São Paulo respondeu com “Leônidas da Silva, Kátia Cilene e Mineiro”.

Já o Corinthians fez um vídeo e colocou na internet: “O racismo mata e destrói famílias no Brasil e no mundo. Não se cale. Nós nos importamos com essas vidas”.

 

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.