28
Qui, Maio

País registra 330.890 casos; 135.430 pessoas estão recuperadas - Foto: Divulgação

O Brasil registrou 1.001 novas mortes, chegando ao total de 21.048. O resultado representou um aumento de 4,9% em relação a ontem(21), quando foram contabilizados 20.047 mil falecimentos por covid-19. Os números foram divulgados no balanço do Ministério da Saúde divulgado hoje (22).

A letalidade (número de mortes por casos confirmados) ficou em 6,4%. Já a letalidade (número de mortes pela população) foi de 10.

Foram registradas 20.803 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, somando 330.890. O resultado marcou um acréscimo de 6,7% em relação a ontem, quando o número de pessoas infectadas estava em 310.087.

Do total de casos confirmados, 174.412 (52,7%) estão em acompanhamento e 135.430 (40,9%) foram recuperados. Há ainda 3.552 óbitos sendo analisados.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (5.773). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (3.657), Ceará (2.251), Pernambuco (2.057) e Pará (1.937).

Além disso, foram registradas mortes no Amazonas (1.669), Maranhão (693), Bahia (399), Espírito Santo (397), Alagoas (280), Paraíba (248), Minas Gerais (201), Rio Grande do Norte (181), Rio Grande do Sul (172), Amapá (157), Paraná (146), Rondônia (106), Santa Catarina (100), Piauí (93), Goiás (93), Distrito Federal (90), Roraima (83), Sergipe (82), Acre (80), Tocantins (49), Mato Grosso (37) e Mato Grosso do Sul (17).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (76.871), Ceará (34.573), Rio de Janeiro (33.589), Amazonas (27.038) e Pernambuco (25.760). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Pará (21.469), Maranhão (17.212), Bahia (12.557), Espírito Santo (9.520) e Paraíba (6.882).

Comparação internacional


Na comparação absoluta, de acordo com o mapa da universidade dos Estados Unidos Johns Hopkins, o Brasil passou a Rússia (326.448) e agora ocupa a segunda posição no número de casos confirmados, atrás apenas dos Estados Unidos (1,596 milhão). Já em número de mortes o país segue na sexta colocação, atrás de França (28.218), Espanha (28.628), Itália (32.616), Reino Unido (36.475) e Estados Unidos (95.847).

Como o Brasil possui uma população maior que parte destes países, na avaliação de indicadores proporcionais, a posição no ranking desce. De acordo com o Ministério da Saúde, até ontem o país era o 55º em incidência de caso (número de caso em relação à população) e o 28º em mortalidade (quantidade de falecimentos em relação à população).

O Rio de Janeiro contabiliza ao todo 33.589 casos confirmados - Foto: Divulgação

Após mais uma atualização da Secretaria de Estado de Saúde, foi registrado que o Rio de Janeiro contabilizou mais 245 mortes em decorrência do coronavírus nesta sexta-feira (22), o número mais alto de óbitos registrados até agora. Com isso, chega a 3.657 o número de vítimas totais, enquanto outras 1.023 mortes estão em investigação. Até este último boletim, o número de casos da covid-19 no Rio de Janeiro chegou a 33.589, 1.500 pacientes a mais do que o número registrado na quinta-feira, que era de 32.089. Até o momento, entre os casos confirmados, 28.120 pacientes se recuperaram da doença.

Epicentro da pandemia no estado, a capital fluminense registrou 144 mortes nesta atualização. A Secretaria de Estado de Saúde, no entanto, não divulgou o perfil das vítimas. A cidade do Rio chegou a um total de 2.520 casos fatais e alcançou um total de 20.161 casos confirmados.

A cidade de Niterói, quarta com mais óbitos, de acordo com o estado, registrou 3 casos fatais da covid-19 no boletim atualizado em relação ao que foi divulgado na live diária da Prefeitura de Niterói realizada ontem. O  prefeito Rodrigo Neves havia informado sobre 85 mortes no município.

A SES esclarece que os casos e óbitos registrados no boletim não ocorreram nas últimas 24h. Nas últimas semanas, a capacidade de testagem do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e laboratórios parceiros dobrou, passando de 900 para até 1.800 amostras analisadas por dia. Casos e óbitos também podem ser confirmados por critérios clínico-laboratoriais, ou por exames em laboratórios privados habilitados.

Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 20.161
Niterói – 1.982
Nova Iguaçu – 1.191
Duque de Caxias – 1.177
São Gonçalo – 860
São João de Meriti – 611
Volta Redonda – 546
Itaboraí – 531
Belford Roxo – 507
Mesquita – 412
Angra dos Reis – 404
Queimados – 384
Magé – 378
Campos dos Goytacazes – 374
Petrópolis – 276
Nilópolis – 245
Teresópolis – 235
Cabo Frio – 226
Maricá – 201
Macaé – 189
Itaguaí – 149
Rio das Ostras – 147
Barra Mansa – 123
Resende – 121
Paracambi – 119
Nova Friburgo – 117
São Fidélis – 94
São Pedro da Aldeia – 90
Saquarema – 84
Três Rios – 83
Araruama – 82
Japeri – 81
Barra do Piraí – 73
Paraty – 70
Cachoeiras de Macacu – 68
Seropédica – 68
Paraíba do Sul – 59
Guapimirim – 57
Casimiro de Abreu – 55
Rio Bonito – 53
Iguaba Grande – 52
Valença – 51
Piraí – 49
Tanguá – 46
Bom Jesus de Itabapoana – 44
Mangaratiba – 42
Itaperuna – 37
São João da Barra – 37
Armação de Búzios – 33
Arraial do Cabo – 33
Sapucaia – 32
São Francisco de Itabapoana – 31
Pinheiral – 30
Itaocara – 28
Santo Antônio de Pádua – 28
Silva Jardim – 24
São José do Vale do Rio Preto – 22
Quissamã – 20
Vassouras – 17
Cambuci – 15
Mendes – 15
Miracema – 14
Rio Claro – 14
Carmo – 12
Italva – 12
Miguel Pereira – 12
Porciúncula – 12
Bom Jardim – 11
São José de Ubá – 11
Areal – 10
Paty do Alferes – 10
Aperibé – 9
Conceição de Macabu – 9
Carapebus – 8
Cordeiro – 7
Itatiaia – 7
Natividade – 7
Cardoso Moreira – 6
Engenheiro Paulo de Frontin – 6
Porto Real – 5
Rio das Flores – 5
Cantagalo – 4
Quatis – 4
Santa Maria Madalena – 4
Laje do Muriaé – 3
Macuco – 3
Sumidouro – 3
Comendador Levy Gasparian – 2
São Sebastião do Alto – 2
Varre-Sai – 1
Município em investigação – 7



As 3.657 vítimas de covid-19 no estado foram registradas nos seguintes municípios:

Rio de Janeiro – 2.520
Duque de Caxias – 174
Nova Iguaçu – 119
Niterói – 88
São Gonçalo – 78
Magé – 69
Belford Roxo – 68
São João de Meriti – 62
Itaboraí – 46
Mesquita – 45
Petrópolis – 30
Nilópolis – 29
Itaguaí – 24
Volta Redonda – 20
Angra dos Reis – 19
Maricá – 19
Teresópolis – 19
Macaé – 17
Campos dos Goytacazes – 16
Barra do Piraí – 14
Nova Friburgo – 13
Tanguá – 12
Cabo Frio – 11
Paracambi – 11
Rio das Ostras – 11
Queimados – 10
Resende – 9
Barra Mansa – 8
Guapimirim – 7
Iguaba Grande – 7
Cachoeiras de Macacu – 6
Casimiro de Abreu – 6
Saquarema – 6
Rio Bonito – 5
Japeri – 4
Paraíba do Sul – 4
São Pedro da Aldeia – 4
Sapucaia – 4
Seropédica – 4
Araruama – 3
Itaocara – 3
Mangaratiba – 3
Paraty – 3
Silva Jardim – 3
Valença – 3
Arraial do Cabo – 2
Bom Jardim – 2
Bom Jesus de Itabapoana – 2
Piraí – 2
São Francisco de Itabapoana – 2
São João da Barra – 2
Vassouras – 2
Carapebus – 1
Engenheiro Paulo de Frontin – 1
Italva – 1
Mendes – 1
Miguel Pereira – 1
Santo Antônio de Pádua – 1
Três Rios – 1

Números são da Secretaria de Estado da Saúde - Divulgação / Governo do Estado de São Paulo

O estado de São Paulo registrou, nas últimas 24 horas, mais 215 mortes causadas pela covid-19. No total, o estado contabiliza 5.773 óbitos pelo novo coronavírus (covid-19) em 229 municípios. Os dados, divulgados nesta sexta-feira (22), são da Secretaria de Estado da Saúde.

De acordo com o governo do estado, o vírus continua se espalhando em São Paulo e já há o registro de pessoas contaminadas em 500 dos 645 municípios paulistas. No total, até hoje, foram computados 76.871 casos da covid-19, sendo 3.132 novos registros nas últimas 24 horas.

No momento, há 11,6 mil pacientes internados no estado, sendo 4.433 em unidades de terapia intensiva (UTI) e 7.176 em enfermarias. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a para a doença é de 74.7% no estado de São Paulo e de 91.4% na Grande São Paulo.

Segundo o governo do estado, até o momento, já foram registradas 15.296 altas de pacientes que tiveram confirmação da covid-19 e foram assistidos em hospitais de São Paulo.

Vacina experimental contra covid-19 recebeu recursos de US$ 1,2 bi - Foto: Divulgação

A Universidade de Oxford e a AstraZeneca planejam recrutar cerca de 10 mil adultos e crianças do Reino Unido para testes de uma vacina experimental contra o novo coronavírus, que recebeu um aporte de mais de US$ 1,2 bilhão dos Estados Unidos (EUA) nessa quinta-feira (21).

Hoje, a universidade informou que instituições parceiras de todo o Reino Unido começaram a recrutar até 10.260 adultos e crianças para ver como o sistema imunológico humano reage à vacina e qual a segura dela.

Um teste inicial, que começou em 23 de abril, já aplicou a injeção em mais de mil voluntários, com idade variando entre 18 e 55 anos. A Oxford disse que as fases dois e três acrescentarão pessoas de 56 anos e mais velhas, além de crianças de 5 a 12 anos.

"A velocidade com que esta nova vacina avançou para testes clínicos de fase adiantada é um testemunho da pesquisa científica pioneira da Universidade de Oxford", disse Mene Pangalos, executivo da AstraZeneca.

A empresa já firmou parceria com o Reino Unido e os EUA para produzir a vacina em escala industrial, antecipando-se à confirmação de que ela funciona e é segura.

Mais Artigos...

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.